Resenha #2: King Edgar Hotel ‚ÄĒ Onde medos e horrores se revelam.

Header_King Edgar Hotel

King Edgar Hotel¬†√© um projeto especial realizado pela Andross Editora e idealizado a partir de uma conversa do editor Edson Rossatto com o escritor e organizador de colet√Ęneas Alfer Medeiros. Eles se perguntaram como os autores em forma√ß√£o que j√° publicavam nas colet√Ęneas da editora poderiam ser desafiados a produzir hist√≥rias mais elaboradas. A escritora Lara Luft foi convidada a fazer parte do projeto como organizadora. O resultado foi o King Edgar Hotel, uma antologia para autores especialmente convidados. O lan√ßamento foi realizado em maio de 2015 no evento Livros em Pauta.

Este foi o primeiro romance fix up da editora, cujo intuito √© a valoriza√ß√£o dos autores que j√° publicavam em colet√Ęneas da mesma. O que significa esse termo?!¬†Fix up s√£o hist√≥rias independentes que se passam num mesmo cen√°rio, num mesmo ambiente ou com personagens interligados ou frequentes.

Aqui voc√™s v√£o encontrar algumas informa√ß√Ķes sobre esta grande obra liter√°ria brasileira que ficou na 16¬™ posi√ß√£o no ranking das 50 melhores antologias e colet√Ęneas de terror¬†elaborada pelo site Biblioteca do Terror¬†no ano de 2016.

Sinopse: Você se hospedaria em um antigo hotel onde a camareira não tem braços, o mensageiro não tem olhos e o recepcionista aparenta ter idades distintas dependendo da hora do dia? Você ousaria pernoitar em um lugar cujo regulamento interno é estranhamente diferente de tudo o que você já viu? Muitos mistérios rondam o King Edgar Hotel. Fique à vontade para visitar os 21 andares deste lugar, que é a expiação dos pecados para uns, o inferno para outros e uma lembrança macabra para todos os que por ele passaram.

‚Ė¨ Capa:09. King Edgar Hotel

A capa foi criada por Rafael Victor, inspirada no famoso edifício Martinelli em São Paulo.

‚Ė¨ Personagens Fixas:

‚Ė¨ A hist√≥ria do Hotel:

O antigo Colégio Católico Santo Augusto, cuja fundação aconteceu em 1890, no centro de São Paulo viu acontecer uma misteriosa debandada no ano de 1937, e consequentemente foi obrigada a fechar as portas por falta de alunos.

Em 1941, o industrial norte-americano Edgar Koontz, considerado um rei dentro de seu segmento, comprou o imóvel por um preço muito abaixo do mercado, visto que a má fama originada nos eventos de 1937 havia afastado compradores potenciais, deixando o antigo colégio em estado de total abandono. Koontz optou por demolir o prédio, porém precisou se dedicar a outros empreendimentos no exterior e deixou as obras paradas por alguns anos.

Quando, em 1947, Edgar Koontz resolveu prosseguir com um ambicioso e improvável projeto de construção de um poço de petróleo no local, acabou por ser internado a pedido de sua esposa, Shelley Rice Koontz. A alegação apresentada foi de que o senhor Koontz não tinha domínio de suas faculdades mentais. Mais uma vez, o imóvel foi abandonado.

Edgar Koontz morreu de tuberculose em 1952. Howard, seu filho mais velho, decidiu utilizar o terreno herdado para colocar em pr√°tica um sonho: projetar e construir um hotel. Para viabilizar tal obra, convenceu o irm√£o Phillip e o amigo Alan Straub a se juntarem a ele na empreitada. Os filhos resolveram homenagear o pai nesse projeto, dando o nome do pai e a alcunha de ‚Äúrei‚ÄĚ ao empreendimento. Surgiu ent√£o o King Edgar Hotel.

‚Ė¨¬†Regulamento de Hospedagem:

  • N√£o h√° hor√°rio de check-in e check-out. Os h√≥spedes n√£o precisam fazer cadastro ao chegar, nem aguardar a checagem do quarto para deixar as depend√™ncias do hotel.
  • Os ve√≠culos devem ser estacionados na frente do hotel, e as chaves entregues na recep√ß√£o. Garantimos a integridade dos autom√≥veis, e estes somente ser√£o retirados do estacionamento por terceiros caso o propriet√°rio n√£o possa faz√™-lo.
  • Os h√≥spedes pagam somente uma di√°ria, no momento da chegada, independentemente do tempo que permane√ßam.
  • As chaves dos quartos vagos, com seus respectivos n√ļmeros, est√£o dispon√≠veis no quadro ao lado do balc√£o da recep√ß√£o, e podem ser escolhidas pelo h√≥spede. Essa escolha √© importante, pois cada quarto possui decora√ß√£o interna √ļnica, correspondente ao estilo do chaveiro, e n√£o transferimos o h√≥spede de acomoda√ß√Ķes.
  • Somente h√° servi√ßo de quarto para os h√≥spedes que o solicitarem.
  • Os quartos possuem isolamento ac√ļstico. N√£o h√° multa por dano de patrim√īnio do hotel
  • Caso precise de toalhas, roupa de cama ou sacos pl√°sticos extras, basta solicitar na recep√ß√£o.

Acesse as páginas do King Edgar Hotel no Facebook e no Skoob para saber mais detalhes e coloque este livro na sua lista de próximas leituras pois vale muito a pena. Boa leitura!

 

Fontes consultadas: 

http://pt.fantas.wikia.com/wiki/King_Edgar_Hotel

http://projetoespecialandross.com.br/king-edgar-palace/


Voc√™ sabia que o¬†Blog Escritopias¬†est√° no¬†Facebook,¬†Instagram¬†e¬†Twitter? Acompanhe tudo o que rola por aqui em sua rede social favorita!¬†ūüíú
An√ļncios

3 coment√°rios sobre “Resenha #2: King Edgar Hotel ‚ÄĒ Onde medos e horrores se revelam.

Deixe um coment√°rio

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Voc√™ est√° comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Voc√™ est√° comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Voc√™ est√° comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Voc√™ est√° comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s