[RESENHA] As boas mulheres da China ‚ÄĒ Xinran

7019984Livro: As boas mulheres da China

Autora: Xinran

Editora: Companhia de Bolso

Ano: 2007 

P√°ginas: 256

Gêneros: Biografias | Histórias Culturais | Não-ficção

Compre na Amazon | eBook Kindle

Sinopse:Entre 1989 e 1997, a jornalista Xinran entrevistou mulheres de diferentes idades e condi√ß√Ķes sociais, a fim de compreender a condi√ß√£o feminina na China moderna. Seu programa de r√°dio, Palavras na brisa noturna, discutia quest√Ķes sobre as quais poucos ousavam falar, como vida √≠ntima, viol√™ncia familiar, opress√£o e homossexualismo.De forma cautelosa e paciente, Xinran colheu in√ļmeros relatos de mulheres em que predomina a mem√≥ria da humilha√ß√£o e do abandono: estupros, casamentos for√ßados, desilus√Ķes amorosas, mis√©ria e preconceito.S√£o hist√≥rias como as de Hongxue, que descobriu o afeto ao ser acariciada n√£o por m√£os humanas, mas pelas patas de uma mosca; de Hua’er, violentada em nome da “reeduca√ß√£o” promovida pela Revolu√ß√£o Cultural; da catadora de lixo que imp√īs a si mesma um ostracismo volunt√°rio para n√£o envergonhar o filho, um pol√≠tico bem-sucedido; ou ainda a de uma menina que perdeu a raz√£o em conseq√ľ√™ncia de uma humilha√ß√£o intensa.Quando Xinran come√ßou suas entrevistas, o peso de tradi√ß√Ķes antigas e as d√©cadas de totalitarismo pol√≠tico e repress√£o sexual tornavam muito dif√≠cil o acesso √† intimidade da mulher chinesa. Desde 1949, a m√≠dia chinesa funcionava como porta-voz do regime comunista. R√°dio, televis√£o e jornais estatais eram a √ļnica fonte de informa√ß√£o, e a comunica√ß√£o com pessoas no exterior era rara.Em 1983, o presidente Deng Xiao Ping iniciou um lento processo de abertura da China. Alguns jornalistas come√ßaram a promover mudan√ßas sutis na maneira como apresentavam as not√≠cias. O programa apresentado por Xinran era um dos poucos espa√ßos em que as pessoas podiam desabafar e falar de seus problemas pessoais. Nos relatos do livro, a autora possibilita a vozes antes silenciadas revelar prova√ß√Ķes, medos e uma capacidade de resist√™ncia que as permitiu se reerguer e sonhar em meio ao sofrimento extremo. Em condi√ß√Ķes extremas de vida, como a dos campos de reeduca√ß√£o da Revolu√ß√£o Cultural, afloram sentimentos de maternidade, compaix√£o e amor. O olhar objetivo de Xinran d√° ao tema um tratamento firme e delicado, trazendo √† tona as esperan√ßas e os desejos escondidos nessas dif√≠ceis vidas secretas.

Esta é uma obra daquelas que nos paralisa no tempo e nos tira da nossa realidade, inserindo em muitas outras que podem estar acontecendo neste exato momento. Xinran, com sua história de vida, nos dá vários golpes a cada capítulo deste livro, a cada relato compartilhado conosco. Em muitos momentos eu cogitei parar a leitura para processar tudo aquilo que estava lendo, mas sentia a necessidade de continuar conhecendo as histórias angustiantes narradas por ela.

Publicado em 2003 pela Jornalista, Radialista e Escritora Chinesa, “As boas mulheres da China” narra, ao longo de quinze cap√≠tulos e 256 p√°ginas, hist√≥rias que a autora teve a oportunidade de conhecer e ouvir durante o seu programa de r√°dio na cidade de Nanquim, capital da prov√≠ncia oriental de Jiangsu na China. Palavras na Brisa Noturna¬†discutia assuntos cotidianos e, com o acolhimento da radialista, passou a transmitir aos seu ouvintes um lugar¬†confi√°vel, onde muitos passaram a ligar para conversar e desabafar sobre suas vidas ou aquilo que os afligiam. Xinran passou a receber den√ļncias an√īnimas, pedidos de socorro e relatos de abuso, humilha√ß√£o, estupro, discrimina√ß√£o, abandono, submiss√£o e descaso.

Ao longo de quase uma d√©cada, a autora reuniu casos reais e relatos pessoais de mulheres chinesas que aceitaram quebrar a tradi√ß√£o e o sil√™ncio de suas vidas privadas e compartilharam suas experi√™ncias e percep√ß√Ķes formando um retrato tocante da figura feminina na turbulenta China do s√©culo XX. A partir da√≠, Xinran questiona a condescend√™ncia com a qual casos de abuso e viol√™ncia contra a mulher s√£o tratados, quanto vale a vida de uma mulher em uma China ainda apegada aos princ√≠pios mao√≠stas e o que se esconde por tr√°s da imagem reservada e aparentemente delicada da mulher chinesa. Todos os relatos s√£o capazes de fazer o leitor chorar copiosamente por p√°ginas seguidas e s√£o tratados com cuidado pela autora que se preocupa ainda em passar para o Ocidente uma vis√£o fiel e livre de estere√≥tipos da China, evocando em alguns momentos um relativismo necess√°rio √†¬†leitura.

Sem duvidas, um livro incr√≠vel com uma leitura emocionante, que eu indico a todos, n√£o somente √†queles que tem o interesse de conhecer a realidade cultural de¬†muitas mulheres da China e outras localidades da √Āsia. Ang√ļstias, dramas e sofrimentos reais, condizentes com a realidade de mulheres do mundo todo, onde elas s√£o, em sua grande maioria, objetos de desprezo, servid√£o e gastos, v√≠timas do machismo. Hist√≥rias tristes demais para serem lidas rapidamente, mas necess√°rias para se situar no contexto hist√≥rico mundial.


jornalista-radialista-escritora-xinran-chinaSobre a autora:¬†Xinran¬†(Pequim, 1958) √© uma¬†jornalista,¬†radialista¬†e¬†escritora¬†chinesa. Trabalhou em¬†Nanquim¬†at√© 1997, quando mudou-se para Londres sozinha e ap√≥s um ano buscou seu filho Pan Pan. √Č casada com um Ingl√™s – Toby.¬†√Č a autora do livro¬†Sky Burial¬†(Enterro Celestial), romance que retrata a ida de uma chinesa em busca do marido desaparecido no¬†Tibete;¬†O que os Chineses n√£o Comem¬†e tamb√©m¬†As Filhas Sem Nome,¬†Mensagem De Uma M√£e Chinesa Desconhecida,¬†Testemunhas da China e As Boas Mulheres da China.

Fonte:
Revista Pólen
Wikipédia
divider-2461548_1280

Voc√™ sabia que o¬†Blog Escritopias¬†est√° no¬†Facebook,¬†Instagram,¬†Pinterest¬†e¬†Twitter? Acompanhe tudo o que rola por aqui em sua rede social favorita!¬†ūüíú


Um coment√°rio sobre “[RESENHA] As boas mulheres da China ‚ÄĒ Xinran

Deixe um coment√°rio

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Voc√™ est√° comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Voc√™ est√° comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Voc√™ est√° comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Voc√™ est√° comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s